Comissão da Verdade

Conselhos de Direitos

Notícias

15/06/2007

Senador sugere soluções para abolir o trabalho infantil

[i]Medidas foram apontadas em artigo publicado na Gazeta do Povo-PR [/i] Em artigo publicado na Gazeta do Povo-PR de hoje (15/6), o senador Cristovam Buarque afirma que a cada ano, o Brasil deixa para trás milhões de crianças sem escola, e quase três milhões presas ao trabalho. De acordo com o senador, uma das causas do aumento de crianças trabalhando foi a transformação da Bolsa Escola para o Bolsa Família. Buarque afirma que a mãe que recebia a antiga bolsa, imaginava que se o filho saísse da escola parava de receber o benefício, agora ela pensa que o Bolsa Família é para quem está na pobreza, então se deixar de ser pobre para de recebê-lo. Para Cristovam, as mães que recebem bolsa agora, complementam a renda com o trabalho dos filhos. Consequentemente o trabalho infantil aumenta. Soluções - As soluções apontadas por Buarque para solucionar o trabalho infantil são, não somente retirar a criança do trabalho, mas dar-lhes escolas bonitas e bem equipadas, em horário integral, com professores muito bem remunerados e garantir a todas, escolas com a mesma qualidade. O senador também aponta a necessidade de centralizar ao MEC a responsabilidade de colocar todas as crianças na escola, e assim abolir o trabalho infantil. Outro ponto levantado por Buarque é transformar o Bolsa Família em Bolsa Escola e retomar o Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti) de forma mais ambiciosa e cuidadosa, unindo de maneira indissolúvel a transferência de renda com educação. Por último, definir um prazo para acabar com a situação de crianças fora da escola. Fonte: (Gazeta do Povo-PR, p. 10, Cristovam Buarque)
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.